5 dicas para cuidar da saúde bucal de idosos

5 dicas para cuidar da saúde bucal de idosos

À medida que a longevidade da população avança, os problemas envolvendo a saúde bucal dos idosos se tornam mais populares.

Esquecimentos ou dificuldades motoras podem dificultar a rotina de escovação diária, uso do fio dental e de exames odontológicos regulares, acarretando uma série de doenças que comprometem a qualidade de vida e a saúde bucal de idosos.

Todas essas questões são fundamentais para compreender as condições especiais de saúde bucal que afetam os idosos e tornar possível reconhecer seus sintomas e buscar o tratamento certo.

Para saber mais sobre o tema e como evitar problemas futuros, siga na leitura deste artigo.

Doenças ligadas à saúde bucal de idosos

Muitas condições médicas estão intimamente relacionadas à má higiene bucal. Manter uma boa rotina de saúde bucal pode ajudar a tratar e, possivelmente, até eliminar o risco de certas doenças.

Este é um dos principais motivos pelos quais a saúde bucal de idosos deve ser acompanhada de perto, já que eles podem enfrentar dificuldades nessas tarefas. Veja a seguir algumas das doenças mais comuns ligadas à saúde bucal:

Pneumonia

Qualquer infecção na boca ou partículas de comida restantes na região da boca podem fazer com que bactérias e corpos estranhos possam ser aspirados para os pulmões. Este processo pode levar a uma infecção dos pulmões, também denominada como pneumonia.

Diabetes

As infecções orais podem elevar os níveis de açúcar no sangue, aumentando os riscos do idoso desenvolver diabetes. A doença é tratável, mas não curável, por isso é importante manter uma rotina de exames regulares para evitar qualquer infecção oral. Também é importante lembrar que o diabetes pode elevar o risco de problemas na gengiva, infecções e cáries dentárias.

Doenças cardíacas

Uma infecção na boca pode se locomover através do organismo até chegar ao revestimento interno do coração. Conhecida como endocardite, esta condição pode ser tratada com antibióticos, mas exerce uma pressão indevida sobre o coração que pode gerar consequências mais graves.

Hipertensão

Infecções – em qualquer parte do corpo, incluindo a boca – podem elevar a pressão arterial. Para mantê-la sob controle, é importante conversar com o médico e o dentista responsáveis pelo cuidado com o idoso. Talvez os profissionais prescrevam uma medicação temporária ou até que a infecção tenha sido sanada e a pressão esteja novamente sob controle.

5 dicas para cuidar da saúde bucal de idosos

Conforme abordado nos tópicos anteriores, garantir a manutenção da saúde bucal de pessoas cima de 60 anos vai além da higiene e do bem-estar. Por isso atente-se à estas dicas para manter saúde bucal dos idosos em dia.

1) Escovar seus dentes duas vezes por dia

Uma escova de dentes elétrica com cerdas redondas ou uma normal, de cerdas macias, para ajudar na escovação completa sem o risco de ferir as gengivas – é comum que pessoas acima dos 60 anos sintam dor quando escovam. Os movimentos devem ser suaves e circulares.

2) Complementar a escovação diária com o uso do fio dental

Instrua o idoso a usar o fio delicadamente, passando entre os dentes usando um movimento de corte. Lembre-se de usar fio dental também nas gengivas. Nessa etapa é comum ter um pouco de sangramento – isso para quando suas gengivas ficarem mais saudáveis ​​e fortes. Lembre-se de finalizar o processo com o uso do enxaguante bucal sem álcool, o que pode aliviar o incomodo em casos de sangramento.

3) Higienizar as dentaduras todos os dias

Dentaduras são ímãs para bactérias. Como é quase impossível alcançar todas as bactérias usando uma pasta de dentes comum, prefira uma fórmula líquida feita especialmente para a limpeza eficaz de dentaduras.

4) Parar de fumar

O tabagismo aumenta significativamente o risco de câncer bucal e também pode causar infecções na região.

Livrar-se do cigarro pode ser um desafio, especialmente para pessoas em uma idade avançada, mas também é altamente benéfico para muitos aspectos da não só da saúde bucal dos idosos, mas em um âmbito geral.

5) Visitar regularmente ao dentista

O dentista pode fazer radiografias e examinar a boca do idoso em busca de problemas como cáries, retração de gengiva ou sinais de câncer. Além disso, fará também uma limpeza completa dos dentes.

Mesmo que não haja problemas aparentes, é sempre bom manter uma rotina de consultas ao dentista e demais especialistas que podem prolongar a qualidade de vida e garantir a saúde bucal de idosos.

Para saber mais sobre bem-estar na terceira idade, com dicas sobre saúde bucal de idosos e muito mais, baixe nosso e-book grátis e aprenda sobre envelhecimento saudável.