Mês: junho 2017

A importância da terceira idade na família e na sociedade

Só quem viveu a experiência sabe o quão bom é crescer com a presença dos avós por perto. Criar esta ligação entre as crianças e quem está na terceira idade é algo que beneficia os dois lados da relação. Os mais experientes têm um papel muito importante na família e para toda a sociedade. Mas, muitas vezes, isso acaba ficando de lado.

Com o avanço da idade, muitas pessoas preferem se recolher em casa evitar o convívio com a família e vizinhos. No entanto, é muito importante que os mais próximos, sejam os amigos ou próprios familiares, ajudem a combater a solidão. Esta atitude pode ser feita de maneira simples e delicada. Um bom exemplo é convidando o avô ou a avó para ajudar nos cuidados com os netos.

Independente da idade, quando participamos de alguma atividade que promove o contato com outras pessoas, sentimos alegria, satisfação e ficamos estimulados a viver, cada vez mais, momentos felizes como os que passamos juntos aos outros. Consequente, a autoestima melhora, assim como o bem-estar e a vontade de nos mantermos ativos.

A relevância da terceira idade para as demais gerações

Se existe uma certeza é a de que a experiência e maturidade só aumentam com o passar do tempo. A terceira idade é a parcela da população que tem uma visão mais ampla da vida, devido a sua enorme bagagem, e que já presenciou diversos acontecimentos no mundo que transformaram a forma de viver das outras gerações.

Manter esta geração ativa na sociedade é garantir a transmissão do conhecimento para os mais jovens, é permitir que os ensinamentos sejam passados entre as gerações e, claro, garantir que a cultura não se perca.

No ambiente familiar isso ganha ainda mais importância, pois é com os avós que os netos aprendem sobre as histórias, as tradições e até mesmo as receitas da família. Sem falar, nos momentos de diversão que ficam gravados para sempre na memória dos dois.

Outro enorme benefício é capacidade da pessoa mais experiente transmitir conhecimentos profissionais para demais gerações. Dessa forma, ele faz um mentoring, ou seja, torna-se um mentor que apoiará o desenvolvimento profissional para os mais jovens.

O SBA Residencial promove essa técnica e convida os alunos do SBA Girassol Pro para que eles conheçam a história profissional dos moradores mais experientes do condomínioA troca entre as gerações faz bem muito bem! Ao transmitir seus conhecimentos e a história de sua carreira, o residente mantém viva a memória e compartilha valores, técnicas e conceitos importantes para quem deseja alcançar o sucesso na profissão que escolheu.

Os benefícios da participação dos avós na vida dos netos

“Avós são pais duas vezes” e “avós são pais com açúcar” são apenas algumas das expressões que deixam bem claro o quanto é grande o carinho e o afeto dos parentes mais velhos com os mais jovens da família. Quem conviveu com os avós na infância sabe a importância dos momentos vividos e o quanto é divertida esta troca entre os pequenos e os avós.

Muitos são os benefícios da participação dos avós na vida dos netos, de acordo com um estudo feito pelo Boston College, nos Estados Unidos, e publicado no site da Revista Crescer, os dois lados deste relacionamento são beneficiados. Para os avós, esta conexão permite o contato com uma geração mais nova, com mais abertura e a descoberta de novas ideias. Já para os netos, os idosos são fonte de conhecimento e sabedoria para toda a vida. Além disso, os pesquisadores também perceberam benefícios para a saúde mental. Dos dois lados, notou-se uma diminuição nos sentimentos de depressão.

Há outros benefícios que também podem ser destacados nesta relação:

  • Cuidar dos netos ajuda aos que estão na terceira idade a terem mais paciência em atividades do simples do cotidiano. O contato com as crianças também os deixam mais afetuosos.
  • Estimula o lado da comunicação emocional entre as duas partes.
  • Ajudam os pais a terem outras visões em relação ao comportamento dos pequenos. Afinal, a experiência dos avós é dobrada quando o assunto é o cuidado dos netos.
  • Os avós são menos críticos que os pais, por isso ajudam a reforçar os pontos positivos das crianças.
  • Os avós são apoios emocionais indispensáveis para os netos, o que pode ser muito importante em momentos de crise entre os pais, por exemplo.

A participação da terceira idade na vida das crianças só tem pontos positivos. Cuidar dos netos também garante aos avós mais vitalidade. Afinal, as crianças em alguns momentos exigem bastante fisicamente e isso é muito positivo para os idosos. Isso significa que a relação pode beneficiar a saúde dos mais velhos diretamente, tanto no aspecto físico quanto nas questões psicológicas.

Garantir a saúde dos mais velhos é muito importante. Porém, mantê-los ativos na sociedade, num ambiente dinâmico e totalmente integrado é fundamental.

Para o SBA Residencial manter o contato entre gerações é indispensável para combater a solidão. Por isso, mantém uma programação repleta de eventos que trazem seus familiares e jovens que buscam orientação profissional dos moradores. Confira mais artigos sobre estes encontros em nosso blog.

Conheça o SBA Residencial, um conceito de moradia ideal para as pessoas da terceira que querem ter o apoio necessário, mas, sem abrir mão da liberdade.

Baixe gratuitamente nosso E-book a hora de decidir!

 

 

Dificuldades enfrentadas pela terceira idade para encontrar uma moradia ideal

O envelhecimento da população brasileira é uma realidade. De acordo com estudos, estima-se que em 2020, o Brasil será o sexto país com no ranking mundial em quantidade de pessoas na terceira idade, com aproximadamente 30 milhões de indivíduos.

Se por um lado isso é um bom sinal, pois significa que as pessoas estão cada vez vivendo por mais tempo, por outro levanta questionamentos importantes em relação à qualidade de vida na terceira idade.

Uma das formas de proporcionar qualidade de vida e bem-estar para a terceira idade é a questão da moradia assistida. Um tema que deve ser levado em consideração, pois é importante que esta geração viva em um local para garantir uma moradia digna e com qualidade.

 

As dificuldades da terceira idade em relação a moradia

 

Cada fase da vida pede determinadas adaptações na forma de viver. Mas, um dos primeiros problemas enfrentados por quem está com a idade avançada em relação à moradia é a perda de autonomia que pode ocasionar dificuldades no dia a dia.

De acordo com estatística do IBGE de 2010, na região Sul do Brasil, 52% dos membros da terceira idade vivem sozinhos. Já na região Sudeste este número é de 50%.

No entanto, ainda hoje, familiares e amigos não veem com bons olhos esta opção de moradia assistida, talvez por falta de informação sobre o quão benéfico pode ser para ambos os envolvidos.

Mesmo existindo um certo desconforto em relação a uma possível mudança, é importante ponderar algumas questões como o fato de quem está na terceira idade não ter mais capacidade de levar uma vida independente.

Os dois pensamentos são equivocados e acabam por ser uma grande dificuldade para a população da terceira idade no que se refere a decisão de onde morar.

A não ser que a pessoa que está na terceira idade esteja passando por um problema grave de saúde, não há porque achar que ele não é capaz de levar uma vida normal. Mesmo quando há necessidade fazer pequenas adaptações para facilitar as tarefas do cotidiano.

Algo bastante comum é convidar – seja o pai, mãe, avó ou avô – para viver com os familiares. Assim como, muitos filhos voltam para casa com o intuito de ficarem mais próximos aos pais.

Esta atitude pode e tem muito valor, contanto que seja algo decidido por todos e que não haja aquele ar de “cuidado”. É fundamental que seja mantido o respeito a autonomia de quem está na terceira idade em relação ao tipo de moradia que ele deseja ter, pois isso afeta diretamente na qualidade de vida de cada indivíduo.

 

Casos de cuidados especiais

 

Algumas doenças e quadros clínicos crônicos fazem com que a terceira idade não possa ser vivida na sua plenitude. Isso significa que em alguns casos quem está na terceira idade necessita de cuidados especiais e que, talvez, não esteja tão apto a levar uma vida completamente independente.

 

Nesta fase existem muitas soluções que garantem uma moradia digna, porém sem abrir mão destes cuidados. Do atendimento e adaptações em casa aos residenciais com assistência completa, é possível encontrar soluções diversas e interessantes para o momento vivido. Mais uma vez, é importante ressaltar que isso não significa abandono ou solidão, mas sim, uma forma de viver a vida com total qualidade, independente das limitações físicas.

 

A importância do convívio social

 

Com a chegada da terceira idade é muito comum que as pessoas se sintam deslocadas ou distantes da realidade dos que estão à volta. Contudo, o convívio social é parte fundamental da qualidade de vida e do bem-estar dos seres humanos, independente da idade.

 

Morar sozinho é uma forma de se mostrar capaz de levar a vida normalmente, mas também exige um esforço para fazer contatos pessoais e convívios. A participação em grupos, cursos e eventos voltados para a terceira idade são apenas algumas das formas de driblar a sensação de solidão.

 

Outra maneira interessante é a de optar por viver em residenciais que garantem uma vida independente, porém sempre perto de pessoas que estão na mesma etapa da vida. Um ambiente como o SBA Residencial é um grande diferencial para aliar uma moradia digna com qualidade de vida.

Neste local, os moradores participam de ,festas com moda de viola onde dançam, socializam e se divertem. Para proporcionar atividades acadêmicas e culturais de modo adaptado, o residencial criou o Programa Maturar – “A faculdade para a terceira idade da SBA”.

Além disso, para atender as necessidades terapêuticas, conta com a visita dos “Patas Therapeutas”, animais que fazem parte da IAA (Interações Assistidas por Animais). O objetivo é trazer momentos felizes que o convívio com cães propicia.

Gostaria de saber mais sobre a vida num residencial com opções modernas de moradia? Então acesse e conheça mais sobre o SBA Residencial e tire todas as suas dúvidas.

 

Baixe aqui nosso E-book a hora de decidir!

Apresentação Opus Music School

Crianças de 3 a 7 anos da Escola Opus Personal Music se apresentaram no auditório do SBA Residencial para idosos durante o Concerto Solidário realizado no sábado, dia 3 de junho. Os alunos mostraram suas habilidades em instrumentos musicais como piano, violão e violino, além de demonstrar seus talentos de canto. A Professora Luciana Rezk, que conduziu as apresentações individuais, convidou também o Quinteto Opus, que apresentou belíssimas músicas clássicas, intercalando com os alunos.

Ao final do concerto, foi realizado um sorteio de presentes especiais, comprados pelos pais dos alunos e entregues com muito carinho pelas crianças. Um estímulo à interação entre idosos e crianças, que proporcionou um momento regado de solidariedade e encantamento.

Confira as fotos clicando na primeira imagem abaixo.

Apresentação Crianças Opus Music School 03/06/2017 / Google Photos

Dia de Portugal

Uma música alegre e contagiante cantada, tocada e interpretada pelo Grupo Rancho Folclórico Português Aldeias da Nossa Terra, contagiou todos os presentes no evento que celebrou o Dia de Portugal e também o Dia de Camões.

Alexandre de Souza, Gerente de Hospitalidade da SBA, homenageou os moradores Eduarda Cardoso Pinto de Carvalho e Alcides Lima Rodrigues.

No Restaurante do SBA Residencial foram servidos pratos típicos de Portugal, como o Bacalhau e o Pastel de Belém. Parabéns aos portugueses e seus numerosos descendentes brasileiros!

Confira as fotos clicando na primeira imagem abaixo.

Dia de Portugal 03/06/2017 / Google Photos

Manutenção do Lago e Plantio de Árvores

Cartão Postal da SBA, o Lago, passou por uma manutenção periódica que despertou a curiosidade dos moradores e demais pessoas que costumam passear ao seu redor. No decorrer dos anos, as folhas que caem das árvores transformam-se em matéria orgânica, acumulando-se no fundo do lago. Esses detritos precisam ser retirados através de um desassoreamento que proporciona aumento da oxigenação da água.

Todo esse processo foi realizado pela equipe do SBA Residencial, que trabalhou arduamente durante 5 dias. Durante a semana, foram instalados alguns tanques adaptados para a transferência adequada dos mais de 140 peixes que vivem no lago.

Outro fator interessante que alguns moradores questionaram, foi sobre a procedência da água. William Ávalos, Gerente de Manutenção explicou sobre o tema: “A água do lago vem de uma mina que fica no seu entorno, e esta mina é a fonte responsável pelo seu abastecimento. Todas as precauções necessárias durante esses 5 dias de manutenção foram tomadas, sempre pensando no bem-estar do morador, no cuidado com os peixes e com a natureza”, explica. William destacou ainda que há biólogos contribuindo para que não haja nenhum impacto negativo, tanto para a fauna quanto para a flora local.

Plantio de Árvores

Mais de 100 mudas de árvores frutíferas foram plantadas nas últimas semanas no SBA Residencial. A ação foi realizada a partir de um compromisso ambiental firmado entre a SBA e a CETESB, e que irá contribuir para a renovação da área verde, tão característica da Sociedade.

As espécies frutíferas e tropicais plantadas, preencheram o novo bosque no jardim do Hellner, além da área do Restaurante e da Unidade de Retaguarda Edelweiss.

Confira imagens clicando abaixo.

Manutenção do Lago 02/06/2017 / Google Photos

Dia da Itália

Música romântica ao vivo e ao som do piano fizeram da celebração do dia nacional da Itália (2 de junho) uma festa emocionante.

O talentoso pianista e voluntário da SBA, Oziel Seles Silva, acompanhou em mais uma apresentação do cantor italiano Savério di Bari. O cantor mostrou que o romantismo de canções como Dio Come Ti Amo, O Sole Mio e Santa Lucia, contagiam corações não importando a idade.

Savério interpretou as canções e homenageou os moradores italianos, arrancando sorrisos, suspiros e muitas palmas. Os moradores ainda receberam flores, cantaram o hino e apreciaram um cardápio pra lá de especial. Mama mia!!

Registramos nossos agradecimentos ao senhor Savério por generosamente cantar e encantar nossos moradores!! E ao Oziel, nosso querido voluntário.

Arrivederci!!

Confira as fotos!!

Dia da Itália 02/06/2017 / Google Photos

Coral Colégio Palmares

O Coral Infantil do Colégio Palmares se apresentou no auditório do SBA Residencial pelo sétimo ano consecutivo. Sob a regência da Prof. Maria Cristina, o repertório do grupo contemplou, desta vez, músicas brasileiras tocadas em festas juninas, como Pula Fogueira Iaiá, Cai cai balão, e outras canções consagradas de diversas épocas.

Os moradores entraram no clima da festa junina e se alegraram com a energia das crianças.

Confira como foi o evento clicando abaixo:

Coral Crianças Colégio Palmares 27/05/2017 / Google Photos

Venha Dançar – Moda de Viola

“Não há, oh gente, oh não, luar como esse do sertão”

A festança começou ao som de Luiz Gonzaga, interpretado pelo Pastor Nino e pelo Alexandre, que tocaram na abertura de mais uma edição do projeto Venha Dançar. A equipe de Hospitalidade se mobilizou semanas antes para comprar artigos de decoração, preparar as músicas e as surpresas que agradaram os moradores do SBA Residencial para idosos.

O tema do último evento trouxe modas de viola, música caipira raiz e até berrantes!

Uma festa que emocionou moradores e familiares presentes, pois a música tem esse dom de despertar memórias e sentimentos.

Confira a caipirada e os sertanejos que estavam presentes na festa!

Baile Venha Dançar – Moda de Viola 26/05/2017 / Google Photos

Como envelhecer de forma saudável

A população brasileira está envelhecendo mais. De acordo com dados divulgados em 2016 pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 40 anos os idosos representarão 10% da população do país ‒ o equivalente a mais de 19,6 milhões de pessoas. Além disso, a nossa atual expectativa de vida é de 75,4 anos, um aumento significativo se considerarmos que essa estimativa era de apenas 33 anos de idade no início do século 20.

Portanto, para que tenhamos uma terceira idade saudável, medidas preventivas devem ser tomadas o quanto antes. De acordo com especialistas, o processo de envelhecimento saudável está baseado em cinco pilares: alimentação, atividade física, inserção social, controle de doenças e saúde emocional.

No post de hoje falaremos mais sobre esse assunto dando dicas de como envelhecer bem com base nesses pilares. Acompanhe.

 

1. Tenha uma alimentação equilibrada

Por mais que saibamos sobre os benefícios de ter uma alimentação saudável para o corpo e a mente, nem sempre conseguimos realmente colocar essa dica em prática.

Ter uma alimentação saudável não significa que você deve abrir mão dos “prazeres da mesa” e adotar uma dieta totalmente restrita. O mais importante é você manter o equilíbrio e se alimentar com comidas naturais, que vêm da terra e de derivados de animais saudáveis (caso não seja vegetariano) ‒ deixando de lado os chamados alimentos ultraprocessados, que são repletos de combinações químicas e extremamente pobres em nutrientes.

Portanto, mantenha o equilíbrio nas refeições, ingerindo alimentos “de verdade” e em quantidades certas para o seu metabolismo. Na dúvida, conte com o auxílio de um nutricionista para lhe ensinar a combinar os melhores alimentos.

 

2. Pratique atividades físicas

Essa é uma dica que precisa ser seguida hoje mesmo. Afinal, durante o processo de evolução humana, o homo sapiens precisou se movimentar para garantir a sobrevivência. E o mesmo vale para o homem pós-moderno.

Atualmente, a OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda a prática de atividades físicas com intensidade moderada por pelo menos 30 minutos e 5 vezes por semana, ou de intensidade alta por 20 minutos e 3 vezes por semana.

Então, comece agora a praticar atividades que envolvem tanto aeróbica quanto força muscular e equilíbrio. Com tantas opções de exercícios, seja ao ar livre ou em academias e clínicas, realmente não dá para ficarmos parados.

Uma dica importante é você se consultar com um médico antes do início de qualquer prática esportiva. Dependendo das suas condições de saúde, haverá atividades específicas e mais seguras.

 

3. Mantenha o convívio social 

Manter o contato com familiares, amigos, colegas de trabalho e conhecer novas pessoas é fundamental para termos uma terceira idade saudável. Afinal, conviver socialmente nos mantém atualizados e conectados ao mundo em que vivemos. Manter-se isolado pode causar muitos males físicos e mentais, inclusive servindo de terreno para a depressão, o mal do nosso século.

Caso você resida longe de familiares e amigos, uma dica é fazer atividades lúdicas voltadas ao entretenimento e aprendizado, tais como aulas de dança, jogos, curso de artesanato, entre outras. Você também pode se planejar para fazer viagens, tanto sozinho, com amigos, familiares e até em excursões.

 

4. Mantenha a saúde física e mental sob controle 

Mesmo que esteja com a alimentação equilibrada, praticando exercícios e mantendo o convívio social, não deixe de checar como anda a sua saúde. Pelo menos uma vez ao ano, faça um check-up médico completo, realizando todos os exames relacionados à idade e ao histórico familiar.

A saúde emocional também deve ser controlada. Fuja de situações estressantes, pratique a meditação, faça sessões de relaxamento, mantenha pessoas positivas por perto e procure dormir bem, respeitando o seu relógio biológico.

E caso você ou algum familiar esteja passando por situações complicadas e desenvolvendo alguns sintomas que possam levar ao aparecimento de doenças como depressão, transtornos de ansiedade e outros distúrbios, não deixe de procurar por ajuda especializada.

Tudo começa com a criação de hábitos. A partir do momento em que essas dicas se tornem parte da sua rotina, o processo de envelhecimento será mais equilibrado e você chegará à terceira idade saudável.

 

Para mais informações sobre esse e outros temas que envolvem a saúde e o bem-estar da terceira idade, entre em contato com a SBA Residencial através do Fale Conosco

Baixe nosso E-book Hora de Decidir! 

  • 1
  • 2