Categoria: Bem Estar

Novas Atividades são inseridas na Agenda Fixa do Morador

A equipe de Reabilitação do SBA Residencial coordenada pela Dra. Daniela Gomes, Geriatra e Coordenadora de Saúde, implantou novas atividades que estão proporcionando melhorias para o bem-estar físico e mental dos moradores.

 

Novas Atividades dos Moradores – Reabilitação SBA – Out/2017 / Google Photos

Depressão e alimentação: como se correlacionam?

A depressão é uma doença que não pode ser negligenciada, pois quando ela não é tratada, pode causar sérios efeitos colaterais, entre eles, a diminuição dos prazeres da vida – o que inclui a alimentação. Além disso, a doença pode piorar outras condições clínicas do idoso, comprometendo sua imunidade.

Nesse sentido, pessoas mais velhas que sofrem desse mal devem ser acompanhados por um nutricionista ou médico nutrólogo, que indicará a melhor forma de se recuperar a saúde com a alimentação. No SBA Residencial, todos os moradores possuem uma alimentação balanceada e adequada para as necessidades nutricionais de cada um.

A inclusão de alguns alimentos no cardápio da pessoa são mais que necessários para a recuperação de sua vitalidade física, e no artigo de hoje traremos algumas dicas sobre eles. Acompanhe.

Frutas, vegetais e temperos

Alimentação rica em vegetais, temperos variados e frutas contribui para a ingestão de vitaminas, fibras e antioxidantes, que preservam e protegem a estrutura celular do cérebro e o metabolismo.

Vegetais verde escuros e os cereais integrais, ricos em vitaminas do complexo B, também apresentam um efeito muito positivo na saúde cerebral e neurológica.

Vitamina B12

A vitamina B12 pode ser encontrada em fontes de origem animal, como bifes de fígado cozido, fígado de frango e alguns peixes e crustáceos, como o caranguejo. Mas como a absorção desses tipos de alimentos costuma depender de fatores fisiológicos, pode haver a necessidade de suplementação, para que não prejudique a digestão do idoso.

Vitamina D

A vitamina D é extremamente importante para a saúde do cérebro e como ela é produzida pelo corpo quando nos expomos ao sol, grande parte da população atual sofre de deficiência dessa vitamina.

Portanto, além da necessidade de tomar sol diariamente (com o devido cuidado e no horário correto), existem alimentos que também contêm essa vitamina D, como leite, ovos, fígado de boi e de frango. Além disso, ela também pode ser suplementada.

Ômega 3

Ômega 3 são ácidos graxos que combatem a depressão, o diabetes e a obesidade.

É conhecida como a gordura aliada do coração e do cérebro.

Como o organismo não consegue produzi-los, eles devem ser ingeridos por alimentação e essas gorduras passam a ter uma função nobre por serem responsáveis pela elaboração da camada lipídica em torno da célula, ajudando em seu funcionamento. Esses lipídeos também agem na formação de um dos componentes dos neurônios e no recobrimento da retina ocular.

Encontramos o ômega 3 no atum e no salmão, por exemplo. Mas como sabemos que o salmão que consumimos no Brasil é criado em cativeiro e possui alimentação artificial, o ideal é substituí-lo por crustáceos, moluscos, cavala, arenque e a truta – além da sardinha, natural ou enlatada preferencialmente em água e sal. Suplementos de ômega 3 também podem ser usados na dieta.

Alimentos probióticos

Estimular o funcionamento do intestino (que está diretamente ligado ao cérebro, e, portanto, à sensação de bem-estar), é um dos benefícios oferecidos pelos probióticos, que são bactérias do bem mantidas vivas durante o processo de digestão.

Os probióticos ajudam a recompor a microbiota, prevenindo infecções intestinais e reforçando as defesas do organismo, além de diminuírem o colesterol ruim e aumentarem a absorção das vitaminas do complexo B. Além do iogurte, encontramos os probióticos em alimentos como:

  • Queijo e coalhada: é importante conferir no rótulo se eles são enriquecidos com probióticos.
  • Kefir: bebida fermentada com até 15 tipos diferentes de lactobacilos.
  • Leite fermentado: tipo Yakult e Actimel, por conterem lactobacilos.
  • Missô: pasta fermentada de soja que é muito utilizada na culinária japonesa.

Para finalizar, é sempre importante lembrar: a depressão é uma doença que deve ser tratada por um médico. A inclusão de uma alimentação equilibrada auxilia, mas não substitui o tratamento.

Falando nesse tema, o SBA Residencial – Sociedade Beneficente Alemã – apoia o processo de envelhecimento saudável de seus moradores e oferece a eles uma alimentação balanceada e supervisionada por uma equipe de profissionais responsáveis pela elaboração das refeições e dietas especiais, tudo de acordo com a prescrição médica de cada morador.

Se você quer conhecer mais sobre todos os projetos que desenvolvemos no SBA Residencial, entre em contato e marque uma visita!

A nova terceira idade e os desafios contemporâneos

De acordo com um levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),  com dados do período entre 1992 e 2012, apontou que o número de pessoas na terceira idade que vivem sozinhas vem aumentando ao longo dos últimos anos.

No início da pesquisa havia cerca de 1,1 milhão de pessoas com mais de 60 anos vivendo só, já no último levantamento esse número havia triplicado.

Essa mudança ocorreu por conta de diferente fatores, um deles está relacionado a independência. Mesmo com uma idade mais avançada, as pessoas continuam capazes de exercer as suas atividades e não querem ficar dependendo dos outros.

Outro fator que tem contribuído para o crescimento desse índice está relacionado a morte do companheiro. Muitos preferem continuar a ter o próprio canto e garantir a sua independência do que ir para a casa dos filhos.

No início a adaptação pode ser um pouco difícil, afinal se perdeu um companheiro de anos, mas com o tempo a situação muda. Alguns que desejam se manter independentes, porém, não querem ficar tão sozinhos acabam indo para residenciais voltados para terceira idade como o SBA Residencial.

O estilo de vida da nova geração da terceira idade

Essa nova geração da terceira idade está muito bem de saúde, pois se cuida e busca se manter ativa e feliz. Não é raro encontrá-las praticando atividades físicas regulares e de diferentes tipos. Existem os que preferem as de menor intensidade como a caminhada ou dança, isso porque o corpo já não possui a mesma resistência física.

Entretanto, algumas pessoas mais velhas que sempre praticaram exercícios acabam indo além: fazem musculação, lutam, entre outros exercícios que muitas vezes os jovens não dão conta. O tipo de atividade a ser realizada vai depender das condições de saúde e preferências individuais.

Outro ponto que tem chamado a atenção é que essa nova geração não gosta de ficar parada. Sentar em frente à televisão para assistir algum filme ou programa, não é mais a atividade preferida. Isso até acontece, porém, com uma intensidade baixa.  

Eles preferem interagir e realizar atividades em grupo, demonstrando que ainda são capazes e fazendo novas amizades. Apresentações musicais e teatrais, passeios e muitos outros estão na lista de preferências. No SBA Residencial existe um calendário de atividades elaborado para atender a esses desejos. Isso permite que sempre se tenha novidades e não se caia na rotina.

A preocupação com a saúde também é grande e as consultas médicas acabam ocorrendo com maior regularidade. Alinhado a isso existe a preocupação com a alimentação. Esses cuidados garantem que o corpo e a mente se mantenham saudáveis por muito mais tempo.

Os desafios da vida moderna

Quando se fala em terceira idade, logo se imagina uma pessoa acamada ou doente. O grande desafio tem sido provar para a sociedade e principalmente para os familiares que essa imagem não é real.

Por conta disso, quando a pessoa informa que vai morar sozinho existe resistência e querem que ele seja acompanhado de um cuidador. Muitas vezes isso não é necessário e acaba tirando um pouco da autonomia e privacidade da pessoa.

Porém, quando se reside em um local adequado que conta com assistência e atividades específicas, a preocupação cessa.

A nova geração da terceira idade se adaptou a vida moderna e acompanhou os seus avanços. Ela se mantém ativa e não gosta de se sentir inútil ou um peso para a família. Ela busca independência, mas não se isola do mundo. Por conta disso, as residências para terceira idade têm cada vez atraído mais pessoas que desejam manter a sua autonomia ao mesmo tempo em que formam um grupo de convivência.

Quer saber mais como funciona uma residência para terceira idade? Baixe este material especialmente criado para você conhecer melhor como o SBA Residencial funciona.

Continuar trabalhando na terceira idade é saudável, mas requer cuidados

Continuar trabalhando na terceira idade é saudável, mas requer cuidados

Se por muito tempo o pensamento de que pessoas mais velhas deveriam ficar em casa, hoje, o
trabalho na terceira idade é mais comum do que se imagina e traz grandes benefícios. Muitos
aposentados retornam para o mercado de trabalho e os motivos que levam a isso são diversos.

Existem os que retornam porque precisam complementar a renda e os que não querem ficar
parados.

Não importa qual a razão, isso não fará nenhum mal, pelo contrário, pode trazer uma série de
ganhos.

Confira os principais benefícios:

Vantagens do trabalho na terceira idade

O trabalho na terceira idade não tem apenas a ver com a conquista de uma remuneração, mas
em ter uma vida mais saudável. Ao trabalhar, a pessoa exercita sua criatividade e capacidade
de decisão.

Manter a mente ativa

A melhor maneira de evitar doenças degenerativas mentais é manter o cérebro em
funcionamento e o exercitando com frequência. O trabalho permite que se mantenha uma
linha de raciocínio e que exercícios mentais sejam praticados de forma constante.

Relacionamento interpessoal

O trabalho na terceira idade ajuda a afastar a solidão e a manter um vínculo próximo com
colegas e amigos. O relacionamento diário ajuda a criar laços e a melhorar o convívio com as
pessoas.

É bastante comum na terceira idade que a pessoa fique mais resistente e não aceite opiniões.
Por conta da hierarquia e regras das empresas, terá de lidar com essa situação e tornar o
convívio mais amigável.

Valorização pessoal

Ao perceber que pode contribuir muito com o aprendizado, principalmente dos mais novos, os
idosos se sentem mais valorizados. Eles possuem uma ampla experiência de vida e essa
contribui para o crescimento das organizações e demais profissionais.

A pessoa passa a se sentir mais útil, fazendo uma atividade que de alguma forma está
contribuindo com a sociedade. O resultado é a valorização pessoal e melhora da autoestima.

Menor impacto no estilo de vida

Se a pessoa trabalhou a vida inteira e sente prazer nisso, não é porque se aposentou que
precisa parar. Muitos que optam por esse caminho acabam se sentindo deprimidos e sem
utilidade.

Se a rotina sempre incluiu o trabalho e isso faz bem, não importa a idade, o trabalho ajudará.

Pode-se diminuir o ritmo se preciso, mas, não alterar a rotina para algo monótono e sem
ocupação.

Quais cuidados tomar para trabalhar e ter uma vida saudável?

Os benefícios e ganhos são recompensadores, entretanto, é preciso ter um pouco mais de
atenção em relação ao trabalho na terceira idade. Isso se deve ao fato do corpo passar por
mudanças, estando um pouco mais debilitado para realizar algumas ações.

Os problemas ocasionados pelo trabalho na terceira idade, no geral estão relacionados a
questões físicas. O envelhecimento propicia o surgimento de problemas osteomusculares se
não receber a devida atenção as atividades realizadas podem intensificar o quadro.

Os distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT) também chamados de lesões
por esforço repetitivo (LER) são os mais comuns. Eles surgem em decorrência da repetição de
movimentos de forma frequente e sem que haja intervalos para descanso.

Para prevenir esse problema, o ideal é que haja pausas regulares a cada cerca de 50 minutos
de atividades. Nesses intervalos é recomendado levantar ou mudar de posição para que o
corpo não se acostume.

Fazer alongamentos e ginástica laboral ajuda a trabalhar tendões e músculos, evitando a
sobrecarga e estafa. Porém, a mente também deve receber cuidados, garantindo um tempo de
descanso e descontração.

O trabalho na terceira idade garante uma grande quantidade de benefícios, fazendo com que a
pessoa continue ativa e se sinta valorizada. Se adotadas as medidas para prevenir doenças, é
possível exercer a profissão por longos anos e garantir qualidade de vida.

No SBA Residencial, a rotina diária é continuada, ou seja, você mantém sua qualidade de vida
realizando todas as tarefas normalmente. Conheça tudo o que podemos oferecer.

 

Confira outras formas de envelhecer de forma saudável!

 

Envelhecimento, bem-estar e vida saudável

À medida que vamos envelhecendo, a tendência é nos tornarmos mais reflexivos e filosóficos do que quando éramos mais jovens. É um processo natural de avaliação das nossas realizações e também dos nossos fracassos.

Quando falamos em envelhecimento, bem-estar e vida saudável, nem sempre parece que esses três termos se encaixam. Isso porque a satisfação que a pessoa na terceira idade sente na vida é diferente da ideia social estereotipada pela sociedade, de que a pessoa que envelheceu torna-se alguém desinteressado e preso ao passado.

Não é papel da sociedade escolher o significado dos anos vividos por alguém; cabe à própria pessoa que envelheceu dar sentido à passagem dos anos em sua vida.

Nesse sentido, é preciso compreender o que significa de fato um envelhecimento saudável, para garantir a terceira idade o respeito à sua individualidade e, ao mesmo tempo, sua integração à sociedade.

A combinação dos três elementos

O envelhecer de modo saudável pode ser percebido de maneiras diferentes por cada indivíduo. Uma pessoa mais velha pode trazer diversas questões que considera relevantes nesse processo. Por isso, adotar comportamentos saudáveis significa contar com uma verdadeira rede de apoio.

A combinação entre os três elementos: envelhecimento, bem-estar e vida saudável deve ser trabalhado diariamente na vida dos membros da terceira idade. Nesse sentido, um envelhecimento saudável assume um conceito mais amplo que a ausência de doença. É um processo de adaptação às mudanças que ocorrem ao longo da vida, de modo a permitir que a terceira idade mantenha seu bem-estar físico, mental e social.

Manter-se ativo vai além da capacidade física e da força de trabalho, mas também significa uma participação na sociedade, incluindo aqui questões políticas e as demais relacionadas à vida em comunidade.

Quais características e atividades a terceira idade precisa manter para envelhecer de forma saudável?

 

Um envelhecimento saudável passa pela criação de bons hábitos, que podem se concentrar em algumas características e atividades, tais como:

  • Adoção de comportamentos saudáveis: ter uma boa higiene pessoal e uma alimentação equilibrada, por exemplo, além de fazer bem para a saúde na terceira idade, é um mecanismo que promove o bem-estar mental.
  • Manter-se ativo: praticar atividades físicas orientadas e também sair da rotina com passeios ao ar livre e o desenvolvimento de atividades prazerosas em comunidade.
  • Manter a saúde em dia: ter um acompanhamento médico no sentido de prevenção, tratamento e controle de doenças.
  • Desenvolver uma mente positiva: ter sentimentos positivos e olhar o lado bom da vida, mesmo em meio às circunstâncias adversas, ajuda a pessoa mais velha a ter um equilíbrio mental e a ser menos ansioso em relação às dificuldades da vida. E uma boa maneira de desenvolver essa mente positiva diz respeito à próxima dica.
  • Contar com uma rede de apoio social: participar de terapias e atividades em grupo (como pet terapia, musicoterapia e festividades) são muito eficazes para manter um equilíbrio mental das pessoas, integrando-as de maneira ativa na sociedade ao mesmo tempo em que preserva sua autonomia e independência. Afinal, nesses espaços é possível compartilhar angústias, tristezas, amores, alegrias, afetos e saberes, reduzindo sentimentos como insegurança, medo, depressão e a tristeza por conta de algumas situações familiares, como a perda de entes queridos.

Outro fator muito importante é a escolha da moradia na terceira idade, que deve ser adequada e levar em consideração alguns fatores:

  • A manutenção do convívio familiar;
  • O convívio com pessoas da mesma idade;
  • Assistência médica e psicológica próximas do local de moradia;
  • Atividades de lazer nas proximidades da residência;
  • Autossuficiência (um local que valorize e incentive a autonomia e individualidade);
  • Acesso a conhecimento, incluindo aqui o uso de tecnologias;
  • Segurança interna e externa.

Envelhecimento com bem-estar e uma vida saudável não se constroem da noite para o dia, mas é um processo que traz tantos resultados positivos a curto, médio e longo prazo que vale a pena a criação de pequenos hábitos dentro da rotina.

Por isso, converse com sua família e criem juntos um planejamento nesse sentido. E caso já existam membros da terceira idade nela, comece hoje mesmo a ajudá-los e a incentivá-los. Todos só têm a ganhar!

Para te ajudar nesse sentido, o SBA Residencial oferece muitas informações sobre o universo da terceira idade para você e sua família. Entre em contato conosco!

 

Baixe nosso e-book “Hora de decidir”

Passeios da Hospitalidade – Templo Zu Lai

A apenas 20 minutos de carro da sede da SBA, está o tranquilo Templo Budista Zu Lai, na cidade de Cotia, um dos destinos favoritos dos moradores que participam dos Passeios promovidos  pela equipe de Hospitalidade do SBA Residencial. O Templo é o maior santuário da religião oriental na América Latina e sua arquitetura lembra muito os clássicos palácios chineses, cercado por um jardim com esculturas em pedra sabão, fonte d´água e lindas arvores cerejeiras que compõem o paisagismo do local.

Logo na entrada, os visitantes se deparam com uma enorme estátua sorridente de Buda, que também aparece adornado no salão principal. Aos domingos, a partir das 10h, é possível acompanhar uma cerimônia com mantras (palavras sagradas) em chinês e o Templo atrai também os não-budistas que visitam para saborear pratos vegetarianos do restaurante, ou para conhecer o Museu de arte oriental, a cafeteria, a livraria ou realizar alguns dos cursos oferecidos como ikebana, tai chi chuan, chinês, culinária vegetariana e meditação.

No último dia 20 de julho, a Assistente Social da SBA, a Malu, acompanhou o grupo e relatou o quanto a visita foi especial para o morador Sr. Alberto. “Foi muito gratificante proporcionar essa alegria para o Seu Alberto, em especial, pois ele ficou encantado com a grandiosidade do Templo, e ele não acreditava que estava diante de algo tão majestoso, e essa vivência despertou nele um sentimento muito positivo, porque ele disse que momentos como este fazem a vida valer a pena”, destaca Malu emocionada.

A Assistente Social também destacou que todos prestaram muita atenção na visita guiada e fizeram os pedidos diante do altar. “Acompanhar o grupo e percebê-los maravilhados é muito satisfatório, e além disso tudo, incentivá-los a se voltarem para si, e para o lado espiritual, também é muito importante”, ressalta Malu.

Os passeios da Hospitalidade são realizados a cada 15 dias e mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (11) 3724-9770/9771

https://photos.app.goo.gl/3rAJuLMqTqB6CKkF3

 

Hipertensão – Sintomas, Tratamentos e Causas

A hipertensão costuma ser uma doença silenciosa, muitas vezes o paciente não sabe que sofre com o problema pela falta de sintomas. Ela se divide em Primária, Secundária e Sistólica Isolada sendo a primeira a que atinge a maior parte das pessoas, entre 90 e 95% das que sofrem com o problema. A Sistólica Isolada costuma atingir prioritariamente que está na terceira idade e causa elevação constante nas paredes sanguíneas uma vez que fica normal entre as batidas do coração.

Independentemente das suas subdivisões, ela é conhecida como pressão alta e as suas causas podem ser as mais variadas. Quem mais sofre com ela é a terceira idade, sendo que 50% dessa faixa etária tem a doença.

O SBA Residencial não dispensa cuidados para controlar esse problema e proporcionar qualidade de vida e, por isso, escreveu este artigo com o intuito de informar e ajudar.

Sintomas da hipertensão

No geral quem sofre com a doença demora a identificar o problema, uma vez que muitas vezes não ocorrem sintomas. Porém, existem alguns sinais que a pressão alta apresenta e que muitas vezes são confundidos com outros problemas.

  • Dificuldade para dormir ou sono agitado
  • Irritabilidade sem causa aparente
  • Falta de ar
  • Dor de cabeça
  • Dor no peito
  • Zumbido no ouvido
  • Tontura
  • Visão turva

Causas da hipertensão

O que causa a hipertensão normalmente é a soma de diferentes fatores, sendo que a maior parte deles está relacionado aos hábitos de vida. Dentre os existentes podemos citar:

  • Hábito de fumar
  • Falta de atividade física/sedentarismo
  • Consumo regular de álcool
  • Excesso de peso/obesidade
  • Alto consumo de sódio
  • Deficiência de vitamina D
  • Idade avançada
  • Stress
  • Diabetes, etc.

Como conviver com a hipertensão e se manter saudável 

A primeira coisa para lidar com o problema é ter um diagnóstico médico que ateste a hipertensão. Esse é conseguido com o acompanhamento de um profissional e com a aferição regular da pressão arterial.

A doença apesar não ter cura pode ser controlada e garantir que a pessoa tenha uma ótima qualidade de vida. Com alguns cuidados diários é possível que a pressão se normalize e até mesmo seja dispensado o uso de medicamentos.

O controle dos hábitos diários é a melhor maneira de conviver bem com a hipertensão e não sofrer com as suas complicações. A mudança de hábitos alimentares deve ser adotada assim que a doença for constatada.

Alguns alimentos como o morango, sementes de abóbora, grãos e algumas frutas são excelentes. Elas possuem nutrientes que auxiliam na vasodilatação, fazendo com que as veias se abram e facilitem a passagem do sangue, evitando o aumento da pressão. Em contrapartida, alimentos industrializados e os ricos em sódio devem ser excluídos do cardápio.

O controle de peso também deve ser feito e não por uma questão estética. A perda de apenas 5 quilos já pode proporcionar excelentes resultados fazendo com que haja uma queda na pressão arterial.

Praticar atividades físicas regularmente ajudará a queimar gordura e controlar o peso. Outro benefício de manter o corpo ativo é que fortalece os músculos, inclusive o coração, fazendo com que ele não sofra tano com as alterações da pressão sanguínea.

As atividades que serão realizadas devem ser escolhidas com cuidado, isso porque devem ser adequadas para a terceira idade. Nesse caso, o ideal é optar pelas que são de baixa impacto, como natação, dança e caminhadas.

O fumo e o álcool também devem ser deixados de lado, além de elevarem a pressão sanguínea podem desencadear outras doenças. Se for fazer uso do álcool, esse deve ser moderado e o mínimo possível.

O stress também é outra causa e que pode ser combatida facilmente. Não se deve deixá-lo isolado, pelo contrário. Ele deve conviver com outras pessoas e realizar atividades que lhe deem prazer, como os eventos promovidos pelo SBA Residencial.

O simples fato de fazer coisas que agradem e distraiam já ajuda a reduzir o stress e controlar a hipertensão. A musicoterapia proporciona momentos de descontração e alegria que ajudam com esse problema. Confira mais sobre este assunto em nosso blog.

Se somente com as mudanças de hábitos de vida a pressão ficar elevada é possível incluir o uso de medicamentos. Eles auxiliarão a controlar o problema, mas isso não dispensa os demais cuidados.

Quando todos esses cuidados são combinados, fica muito mais fácil conviver com o problema.

A hipertensão é uma doença que pode atingir qualquer pessoa, porém a terceira idade faz parte do grupo de risco. Todos os cuidados para evitá-la e controlá-la devem ser adotados. Quanto mais cedo isso for incorporado a rotina, mais fácil será de evitar complicações e garantir que a pessoa possa ter uma ótima qualidade de vida.

 

Baixe gratuitamente nosso e-book a hora de decidir!

Baile Romântico

O projeto “Venha Dançar” tem como objetivo resgatar com os moradores do SBA Residencial mensalmente a alegria de cantar, relembrar e dançar músicas que marcaram épocas e fizeram história em suas vidas. Aliás, a grande maioria das canções reproduzidas são sucessos que atravessam gerações, sendo apreciados por avós, pais, netos. As músicas são minuciosamente escolhidas pela equipe que organiza a ação e cada edição aborda um tema diferente. Nas últimas edições do Venha Dançar tiveram como temática: Especial Roberto Carlos, Moda de Viola, Beatles e Baile Romântico. Vamos conferir como foi o último baile?

Logo na entrada do auditório foi possível dar boas-vindas ao amor através de diversas frases sobre este sentimento que transcende as relações. Cartazes sobre o amor de mãe, de pai, de tio, de amantes, de amigos e o amor pela vida e pela natureza. Frases famosas de filósofos, frases motivacionais e que despertam a reflexão sobre o tema (nas fotos do álbum abaixo é possível visualizar algumas). Segundo Melina, terapeuta ocupacional do SBA Residencial, as frases foram escolhidas para ilustrar o evento, expressam o amor em todos os tipos de relação. “Queríamos celebrar o amor em todas as formas e lembrar a todos que amar é querer bem, proteger, se importar… Escolhemos frases que lembrem o amor que sentimos pelas mães, pelos pais, irmãos, amigos, enfim,  todos os tipos de relação. Percebemos também, que o mês de junho é o período em que mais vemos declarações de amor”, destaca Melina.

O tema “O amor está no ar” foi bem aceito pelos moradores e bailes românticos são sempre sucesso entre o público da terceira idade. “Para o amor, a idade realmente não importa. E, celebrar esse sentimento especial é sempre uma ótima ideia”, destaca a moradora Sra. Diva.

Veja abaixo o álbum de fotos do evento e também um vídeo em nosso canal do Youtube:

Venha Dançar – Romântico 30/06/2017 / Google Photos

 

Sarau dos Trovadores Urbanos no SBA Residencial

Uma serenata alegre e romântica, com um repertório feito para emocionar, contagiou os moradores do SBA Residencial para idosos no último dia 9 de julho. Um evento diferente transformou a tarde de domingo em um momento especial. O Sarau dos Trovadores contou com a dupla Maída e Luiz que entoaram mais de 12 canções e pout pourris carinhosamente escolhidos para o público da SBA.

A serenata surgiu no século 16, na Europa, com os românticos que queriam declarar seu amor com uma música composta especialmente para a amada. Com essa essência, nasceu os Trovadores Urbanos, uma empresa de entretenimento formada por músicos que são seresteiros natos e cantam para homenagear pessoas, transformando a música como forma de presente. O sucesso deste projeto foi tanto que, em 1991, o grupo começou a trajetória de shows, sendo chamados pelo Brasil afora e posteriormente para o exterior.

Conscientes também de sua função social, os Trovadores Urbanos investem em ações que proporcionam uma melhoria na qualidade de vida das pessoas com apresentações gratuitas e iniciativas filantrópicas. O grupo se dedica ao repertório romântico através de uma cuidadosa pesquisa musical, e o esmero em seu figurino para cantar, encantar, emocionar e impressionar ao público, o que os transformou em sinônimo de romantismo e elegância.

A primeira apresentação na capital paulista foi justamente na comemoração do Dia dos Namorados, 12 de julho de 1990, emocionando uma plateia desacostumada a manifestações afetivas dessa natureza. Desde então, os Trovadores Urbanos não deixaram mais de cantar em serenatas e saraus que são verdadeiras comemorações. Além das serenatas, o grupo original também segue gravando CDs e interpretando trilhas sonoras para programas de TV e novelas.

Saiba mais sobre os Trovadores Urvanos no site: www.trovadoresurbanos.com.br

A Sociedade Beneficente Alemã agradece imensamente a parceria e deseja muito sucesso a todos os músicos. Parabéns e obrigado!

No SBA Residencial são promovidos diversos eventos e ações para os moradores desfrutarem de momentos especiais e agradáveis, buscando sempre seu bem-estar e formas de estreitar as relações na instituição por meios desses momentos de convívio social.

Confira mais sobre o Sarau dos Trovadores clicando no álbum abaixo e no vídeo em nosso canal do YouTube.

Sarau Trovadores Urbanos 09/07/2017 / Google Photos