Categoria: Saude

Precisamos falar sobre o envelhecimento, encare o envelhecimento como a melhor fase de sua vida

Precisamos falar sobre o envelhecimento, encare o envelhecimento como a melhor fase de sua vida

De acordo com o relatório Global Age Watch Index 2015 (o próximo será realizado em 2018), organizado pela Help Age International, o Brasil está no 56º lugar no ranking de melhores lugares para os idosos viverem. Em nosso País, as pessoas com idade acima de 60 anos têm, em média, 21 anos a mais pela frente, o que está compatível com a média mundial. A pesquisa leva em conta o ambiente onde os idosos vivem, sua educação, a renda e a saúde.

Entretanto, envelhecer é algo para o que poucos estão preparados ou se preocupam. As cidades, o governo e a família, não se preparam para oferecer suporte às pessoas que chegam a esta fase tão especial de suas vidas. Esta deveria ser uma fase para viver intensamente e com tranquilidade, devido ao fato de ter passado por tantas experiências.

O posicionamento brasileiro na pesquisa comprova esta incapacidade, já que brasileiros de qualquer idade são afetados por problemas, como falta de segurança, dificuldades de acesso ao transporte coletivo, insuficiência de atendimento na rede pública de saúde, entre outros.

Planejar a velhice depende de um misto de atitudes ao longo da vida, e uma série de preocupações que proporcionarão um envelhecimento com mais tranquilidade. Para não sofrer com momentos desagradáveis, o foco deve ser a prevenção de problemas diversos que afetam aspectos financeiros, familiares e sociais, entre outros.

 

Qualidade de vida

O valor como cidadão parece decair com os anos. Muitos idosos enfrentam problemas como a falta de uma ocupação saudável que ajude a mantê-los ativos, atividades de acordo com suas necessidades físicas, abandono de familiares e falta de convívio social.

Com uma programação apropriada, torna-se mais simples remediar as limitações físicas, cognitivas e intelectuais que surgem neste período. Os cuidados com pessoas idosas são especiais, pois muitas doenças que os acometem são crônicas. Para isso, a prevenção e detecção precoce das doenças evita muito sofrimento.

O idoso precisa ter seu espaço na sociedade, suas opiniões respeitadas e diversas oportunidades para continuar dando razão a sua vida. As pessoas precisam pensar na velhice e se organizar para viver com a tranquilidade que merecem, afastando os riscos de doenças de todos os tipos, como a depressão e o Alzheimer.

Há certo preconceito contra doenças mentais e muitos acham normal o idoso apresentar um quadro desses, o que não é verdade! A depressão é uma doença mental que também pode acometer os mais velhos. Os sintomas são pensamentos “ruins”, sentimento de inutilidade e falta de esperança em relação ao futuro. Esta doença tem muitas causas, como fatores biológicos e sociais.

Outros problemas podem surgir com o avanço da idade, como o Alzheimer, doença neuro-degenerativa que compromete a memória e outras funções mentais. Suas causas ainda são desconhecidas e não há cura, mas existe tratamento para atenuar algumas consequências. Para lidar com males como esses, nada melhor do que um local tranquilo para passar seus dias com acesso fácil a atendimento médico.

 

Investimento no futuro

A preparação para a velhice é mais uma necessidade real, já que houve um aumento significativo na expectativa de vida causado pelos avanços médicos e tecnológicos. O convívio social é um fator muito importante, pois ter com quem dividir alegrias e tristezas é uma vitória! Manter velhas amizades e fazer novas, é sempre bom para manter o coração e o cérebro ativos.

Para fugir dos asilos, uma opção é mudar para um condomínio residencial que ofereça infraestrutura e que incentive diversas atividades e interação entre os condôminos desta faixa etária. Em São Paulo, no bairro do Butantã, existe um local dedicado às pessoas desta faixa etária, mas com uma abordagem diferente.

Com o intuito de proporcionar maior autonomia e promover o bem-estar, a SBA (Sociedade Beneficente Alemã) criou o SBA Residencial. Neste condomínio, os idosos recebem atendimento médico quando necessário, e participam de eventos sociais e culturais para se sentirem incluídos e fazer novas amizades. O local, que ocupa 27 mil m², também conta com salão de beleza, restaurante, auditório, cafeteria, lago e trilhas que incentivam a caminhada e a prática de exercícios.

Gostaria de saber mais informações sobre como viver bem sua velhice ou quer achar um local bacana para alguém que você ama viver com alegria sua melhor fase? Então clique baixe nosso e-book A Hora de Decidir!

cta_e-book_hora_de_decidir_sba_residencial_baixe_aqui_sem_baixe_aqui

Chá Filosófico promove diálogos interessantes

O tema “alegria” foi escolhido para a roda de conversa do mês de fevereiro, no já tradicional Chá Filosófico. Conduzido pela psicóloga da SBA, Daniela Bernardes, o último tema não podia ser mais apropriado para uma segunda-feira de carnaval.

Durante a sessão, questões reflexivas foram levantadas como: O que gera alegria? Qual seu sentido em nossa vida? Como a alegria é expressada?

O Chá Filosófico objetiva levantar reflexões sobre a vida, sobre o sentido do envelhecimento, sobre comportamentos e os sentimentos. “O intuito do projeto é promover a ressignificação de emoções e das experiências de vida”, destaca a psicóloga.

O projeto tem recebido retornos positivos dos participantes, como destaca o morador Sr. Giorgio: “Tenho acompanhado com interesse as sessões de Chá Filosófico. Gosto da escolha dos assuntos, do material apresentado, e de como as sessões são conduzidas. Realmente, um excelente trabalho. Parabéns!”.

Um dos poemas lidos e discutidos durante o Chá:

Era prazer? Era.
Mas era mais que prazer. Era alegria.
A diferença? O prazer só existe no momento.
A alegria é aquilo que existe só pela lembrança.
O prazer é único, não se repete.
Aquele que foi, já foi. Outro será outro.
Mas a alegria se repete sempre.
Basta lembrar.
(Rubens Alves)

 Vejam as fotos da ação clicando na primeira imagem.

Chá Filosófico 27/02/17 / Google Photos

Tem novidade na Campanha Hidrate-se!

A Campanha Hidrate-se está sendo realizada desde janeiro deste ano com o objetivo de prevenir a desidratação durante a estação mais quente do ano. Todos os dias acontece a “Hora do Refresco”, sempre às 15 horas na Cafeteria do Restaurante do SBA Residencial, onde são oferecidos pelas nutricionistas presentes na ação, dois tipos de sucos, dois tipos de frutas e água de coco. Os moradores aproveitam o momento para se encontrarem, baterem um bom papo e tirar as dúvidas sobre o que está sendo oferecido.

A Campanha agora, ganhou lindas suqueiras que foram distribuídas nas copas para que mais moradores se beneficiem da proposta. Nas suqueiras estão sendo servidas águas aromatizadas com laranja, canela, limão, capim cidreira, abacaxi, entre outros sabores.

“Idosos tendem a beber menos água, o que é altamente prejudicial. A ingestão de água pelos moradores, é uma preocupação constante de toda equipe de nutrição e cozinha do residencial, que está sempre atenta com esta questão, pois a água é essencial nos processos de digestão, absorção e transporte de nutrientes, além de limpar e desintoxicar o organismo”, destaca Dra. Daniela Gomez, geriatra e coordenadora de saúde do SBA Residencial para idosos.

Viva a água!

 

Refeições balanceadas, nutritivas e saborosas

O cardápio do SBA Residencial é desenvolvido mensalmente por uma nutricionista e uma técnica de nutrição, considerando sempre as preferências dos moradores.

Todos os dias, no horário do almoço, são disponibilizados dois tipos de proteínas diferentes (carne, frango ou peixe), um tipo de legume, um tipo de verdura e o clássico arroz e feijão, além de uma opção rica em fibras, o arroz integral. Nesta refeição, as saladas também são diversificadas e contam com duas opções de folhas, além de uma salada especial que contém preparações cozidas, e uma outra opção já temperada. Quanto ao tomate, este não pode faltar, pois os moradores apreciam bastante!

Já no horário do jantar, além das opções oferecidas no almoço, é elaborado diariamente um cardápio de sopas, que conta com a tradicional sopa de legumes, e uma segunda opção, que contempla os sabores preferidos dos moradores como canja, caldo verde, lentilha, entre outras.

A preparação

Para a elaboração dos cardápios, que deve ser nutricionalmente completo, é considerado o modo de preparo dos alimentos, que não devem conter alto de teor de sódio nem de lipídeos. São utilizados exclusivamente temperos naturais e frescos que garantem o sabor dos alimentos e a saúde dos moradores. Para o cozimento das proteínas, são priorizadas as preparações que deixam as carnes macias para melhor aceitação dos moradores, tendo em vista que muitos já não possuem mais uma mastigação e deglutição efetiva, e semanalmente, são oferecidas opções de grelhados para diversificar o cardápio.

Além desses cuidados, todos os dias um cozinheiro fica à disposição dos moradores durante as refeições, para preparar na hora, alguma opção com ovo, caso o residente sinta vontade.

Ao seu gosto!

No restaurante do SBA Residencial são oferecidos pratos para moradores que não possuem nenhuma restrição, pois afinal, aqui é a casa deles, e todos podem desfrutar de refeições que comiam antes de se mudarem para um residencial, mas sempre se alimentando com comidas saudáveis e nutritivas.

Sabores do passado

Outro diferencial da área de Nutrição e Cozinha, são os Festivais Gastronômicos da SBA, que são refeições especiais preparadas para que o morador se sinta em algum restaurante que costumava frequentar, como por exemplo, uma boa cantina italiana, e nesse dia, são oferecidos diferentes tipos de massas e molhos para estimular a capacidade de escolha e para que relembrem os sabores do passado.

Dietas especiais

Para os moradores que necessitam de dietas com algum tipo de restrição, seja por consistência ou por alguma patologia, existe um outro cardápio diferenciado, também elaborado pela nutricionista, e preparado por pessoas treinadas para que todas as restrições sejam seguidas.

Fotos Nutrição / Google Photos

A CAMPANHA HIDRATE-SE COMEÇOU

A Dra. Daniela Gomez abriu em 12/01/17 a Campanha Hidrate-se que tem por objetivo incentivar os nossos moradores a beberem mais líquidos neste verão. Com uma apresentação interativa, Dra. Daniela, Samara (nutricionista) e Jessica (enfermagem), explicaram os benefícios de tomar bastante liquido e os prejuízos sem ele. Foi explicado que podemos substituir a água por chás claros, leites, águas de coco, sucos, e até frutas como melancia, melão, uva e abacaxi.
A enfermagem vai acompanhar os moradores para verificar se eles estão realmente se hidratando, ou sendo hidratados. Controles foram elaborados para que tenhamos um verão saudável para todos nós.
Nos 3 meses de verão intenso será oferecido, de segunda a sexta, sempre às 15h, na cafeteria nova, sucos, frutas e águas aromatizadas a todos os moradores. Basta comparecerem. Confiram as fotos de quem já participou e gostou muito!
A Equipe Médica e Nutricional sugere a todos os funcionários e familiares que bebam também pelo menos 8 copos de água e ou líquidos por dia.
Clique na primeira foto para acessar o álbum.

Palestra da Campanha Hidrate-se / Google Photos

Síndrome de Burnout, o que é?

Prestar assistência a idosos ou outras pessoas debilitadas não é uma tarefa fácil, ainda mais se for conciliada com a vida profissional e outras responsabilidades. Quando falamos de assistência ao idoso temos alguns pontos a levar em consideração, como as diferenças geracionais e alterações comportamentais que eles costumam apresentar, por vezes relacionadas à doenças neurológicas e outras à debilidade que pode ocorrer pelo próprio processo de envelhecimento.

Compreender o envelhecimento e suas necessidades, é a melhor forma de evitar o que chamamos de “estresse do cuidador” ou a Síndrome de Burnout, que é ocasionado pelo cuidado esmerado a alguém que depende de você e que tira sua independência, autonomia e condições de descanso e lazer, pela responsabilidade de cuidado e atenção que demanda, gerando sintomas físicos e emocionais.

Por muitas vezes, pensar na mudança para um residencial de idosos causa um sentimento de culpa,  mas tal mudança se torna mais necessária quando a saúde do cuidador está em jogo ou quando o mesmo já desenvolveu a Síndrome de Burnout.

Cuidador, familiar, assim como o idoso, necessitam de devida atenção e cuidado, pois todos têm direito ao descanso e para isso, há que se levar em consideração as necessidades de ambos, já que quem não se atenta para o autocuidado, dificilmente consegue ser um bom cuidador. Quando o faz, tende a adoecer, e nessas horas a opção de um residencial para idosos deve ser considerada.

Sobre o que refletir antes de se beneficiar desta mudança:

  • Estou com insônia pelo cansaço de cuidar do meu ente querido?
  •  Estou com falta de apetite pelo excesso de afazeres do dia a dia?
  • Estou com irritabilidade e falta de paciência para com ele, pelas atribuições que me gera?
  • Sinto que ele me solicita mais do que deveria?
  • Sinto que não tenho tempo suficiente para fazer as coisas que gostaria por causa dos cuidados prestados a ele?
  • Sinto que perdi o controle da minha vida desde que iniciei os cuidados a ele?
  • Sinto que minha vida social foi afetada pelos cuidados com ele?
  • Sinto-me indeciso sobre o que fazer com ele?
  • Sinto-me cansado quando estou na presença dele?

Caso responda sim para a maioria das perguntas acima, há que se pensar em uma nova forma de proporcionar o devido cuidado ao seu ente querido, para que você possa retomar sua qualidade de vida e manter a dele, percebendo suas limitações e passando a locais especializados a responsabilidade de exercerem seu trabalho da melhor forma, e beneficiando a todos os envolvidos.

Um residencial de idosos pode proporcionar a você novas percepções e olhares diante do envelhecimento e de como melhor passar por esta etapa da vida com sabedoria.

Quer mais informações e dicas para a hora de decidir sobre um residencial de idosos?

Baixe agora nosso E-book!

cta_e-book_hora_de_decidir_sba_residencial_baixe_aqui_sem_baixe_aqui

Alguns sinais que podem indicar que seu ente querido precisa de cuidados especiais

Alguns sinais que podem indicar que seu ente querido precisa de cuidados especiais

Alguns sinais que indicam que seu ente querido precisa de cuidados:

  • Esquecimento: O idoso tem esquecido compromissos, atrasado pagamentos e não tem aberto correspondências? Tem errado caminhos, ou se perdido na rua?

Se afirmativo, é importante procurar um geriatra para fazer um rastreio cognitivo.

  • Dificuldade para andar: Tem apresentado desequilíbrio quando anda? Quedas frequentes? Dificuldade em se levantar da cadeira?

Se sim, denota que terá dificuldades em conseguir fazer atividades rotineiras, como ir ao toalete ou se vestir, e precisará ser examinado para avaliar o uso de auxiliares de marcha, como muletas, bengala e andador, bem como a necessidade de fazer sessões de fisioterapia.

  • Perda de apetite e emagrecimento: Tem perdido peso? Como está sua alimentação? Tem produtos saudáveis na geladeira? Tem comida estragada?

Se sim, deverá ser  levado ao nutricionista para reforçar  a alimentação que  é importante para evitar doenças e a fraqueza.

  • Mudanças na aparência e higiene: Usa sempre a mesma roupa? Toma banho diariamente? Troca roupas íntimas? Escova os dentes? E tem odor?

Mudanças na higiene são frequentes em quadros depressivos e o idoso precisará de auxílio para conseguir realizá-la.

  • Medicações sobrando ou acabando antes do tempo: Importante checar se as medicações estão sobrando ou acabando antes do prazo descrito nas receitas, pois por falhas na memória muitos idosos se confundem e tomam remédios de forma incorreta levando a riscos de internações e agravos à saúde.

 Se alguns destes sinais estiverem presentes, é imprescindível uma avaliação geriátrica, e é fundamental que os parentes conversem com seus idosos, demonstrando o risco e os convencendo sobre a necessidade de auxílio.

 Dra. Daniela Gomez

Geriatra e coordenadora de saúde do SBA Residencial

Quer mais informações e dicas para a hora de decidir sobre um residencial de idosos? Baixe agora nosso E-book!

cta_e-book_hora_de_decidir_sba_residencial_baixe_aqui_sem_baixe_aqui

Dia Mundial da Osteoporose

OSTEOPOROSE  – Fatos e Números

A Osteoporose afeta hoje 10 milhões de pessoas – homens e mulheres – no Brasil. É uma doença silenciosa, assintomática, diagnosticada apenas por exames complementares.

Fatores de risco: envelhecimento, hereditariedade, sedentarismo, dieta pobre em cálcio, tabagismo e excesso de álcool.

Exames de rotina:

Necessidades diárias de cálcio: 1000mg (um mil) por dia. A suplementação deve ser prescrita pelo médico, com base na alimentação do paciente. Somando alimentos e suplementos, devemos ingerir 1000mg por dia.

Fraturas: podem ocorrer quando o osso está fraco, mesmo que não haja queda ou impacto. Ocasionalmente, o paciente cai porque teve uma fratura, e não o contrário.

Osteopenia: Situação caracterizada pela diminuição da massa óssea que acarreta ossos mais frágeis e se não for tratada pode evoluir para osteoporose.

Prevenção e tratamento: prática de exercícios físicos, ingestão prescrita pelo médico de cálcio e vitamina D, exposição da pele sem protetor solar ao sol diariamente, por 10 a 15 minutos.

Fonte: Coordenação de Saúde do SBA Residencial, Dra. Daniela Gomez, geriatra.

Fotografia do site: http://fidi.org.br/dia-mundial-de-combate-a-osteoporose

 

SBA Residencial marca presença no 1º Simpósio Paulista de Clínicas e Residenciais para idosos

Com o tema “A prática geriátrica e gerontológica” foi realizado no dia 24 de setembro no auditório da Nestlé Brasil, o 1º Simpósio Paulista de Clínicas e Residenciais para idosos.

A equipe do SBA Residencial marcou presença no evento através de seus representantes Thomas Polisaitis, gerente geral, Anabete Colas, gerente comercial, Dra. Daniela Gomez, Coordenadora de Saúde e Samara Franco, nutricionista, que assistiram a conferência e a roda de conversa sobre os desafios da internação. Outros temas importantes integraram a programação científica como: “A arte da Desospitalização” e “Os primeiros 15 dias – integração, prevenção e provisão de cuidados”.

 

Yacht Clube é o destino dos moradores do SBA Residencial para idosos

Que os moradores do SBA Residencial passeiam com frequência, nós já sabemos. Mas que os passeios, a cada dia que passa, ficam melhores, é uma novidade da Hospitalidade da SBA. Desta vez, o passeio contou com a organização das Voluntárias da SBA para um destino requintado e recheado de surpresas proporcionou aos moradores momentos marcantes e muito agradáveis. Acompanhados pela Assistente Social Malu e Enfermeiras da SBA, os integrantes do passeio tiveram segurança e diversão garantida.

O YCSA – Yacht Clube de Santo Amaro é um parceiro de longa data da Sociedade Beneficente Alemã, que recepcionou todos com muito carinho e nostalgia, afinal faziam alguns meses que essa ação não era realizada no YCSA.

Já pensou em almoçar em um restaurante com vista para a represa, cercado de muito verde e ar puro? Pois é, os moradores se encantaram com os iates e barcos ancorados próximo ao restaurante que, além de tudo isso, conta com um cardápio variado e sofisticado. É o La Vieira’s Restaurante, ao qual agradecemos tamanho cuidado com os moradores.

Ainda nesse dia, todos foram convidados para conhecer as novas crianças do SBA Girassol Kids, que fica próximo ao YCSA. E o dia de passeios não poderia se encerrar de maneira mais especial: sorrisos, abraços e muita alegria. Que surpresa inesquecível aos moradores.

Confira as imagens clicando na primeira foto do álbum abaixo.

Passeio ao YCSA e SBA Girassol / Google Photos