Como convencer sua família que o idoso precisa de uma atenção especial

Perceber que nossos familiares estão envelhecendo não é tarefa fácil, já que temos a impressão que o tempo para aqueles que amamos não passa, ou passa muito mais lentamente do que para os demais. Nossa percepção de tempo e envelhecimento vai de encontro à história de vida e experiências que adquirimos, mas muitas vezes, demoramos parar ver que o envelhecimento está chegando para alguém que amamos.

Prestar atenção no envelhecimento de um familiar, ajuda a sinalizar aos demais familiares  que o idoso necessita de uma atenção especial ou até mesmo de um residencial para idosos, onde vai receber uma assistência profissional a partir daquele momento.

Perceber e aceitar limitações

Perceber e aceitar limitações é o primeiro passo para convencer sua família que o idosos precisa de uma atenção especial. Iniciar a prestação dos cuidados com alimentação, remédios, consultas, terapias e demais estratégias que componham e melhorem a qualidade de vida do idoso,  pode auxiliar  os demais membros da família a se sensibilizarem sobre mudanças em curso. Desta forma, eles começam a entender que o idoso tem a necessidade de uma atenção diferenciada, além de cuidados específicos que um residencial para idosos pode oferecer.

Envolvimento dos familiares

Trazer os demais familiares para a realidade, apresentando-lhes a rotina do idoso, como por exemplo o acompanhamento em consultas médicas e exames, contribuem para que possam compreender melhor sua rotina diária e alterações fisiológicas.

Entendimento das dificuldades

Entrar em contato direto com as dificuldades, limitações e mudanças causadas pelo envelhecimento e adoecimento são estratégias eficazes para convencer os familiares de que o idoso precisa de cuidados especiais, fazendo-os perceber que estes cuidados não podem mais ser administrados em casa sem assistência especializada de médicos, cuidadores e profissionais de clinicas ou de um residencial para idosos.

Profissionais especializados

Perceber-se impossibilitado ou inapto a prestar cuidados a um ente querido não é tarefa fácil. Pensar em possibilidades de dividir tal atenção com profissionais especializados em locais próprios, para que eles possam dar ao idoso a atenção que ele necessita, é algo de extrema importância, mais ainda quando envelhecer se torna sinônimo de fragilidade.

Tais decisões podem dar subsídios verdadeiros e coerentes sobre o melhor a ser realizado para quem você ama neste contexto ainda desconhecido pela maioria de nós, chamado, de “velhice”.

Quer mais informações e dicas para a hora de decidir sobre um residencial de idosos? Baixe agora nosso E-book!

cta_e-book_hora_de_decidir_sba_residencial_baixe_aqui_sem_baixe_aqui

Share