Dança do Ventre

A tarde de quinta-feira pós-carnaval teve um quê de fantasia e exotismo no SBA Residencial. Ao som de músicas árabes, a dançarina, coreógrafa e professora Fátima Braga apresentou cinco números em estilos diferentes, todos com muita técnica, graça e talento.

O primeiro número foi composto de movimentos com o véu; o segundo, com instrumentos musicais chamados snujs, que são pequenos címbalos de metal em formato de pratos; o terceiro número foi com o bastão, que Fátima usou para interagir e brincar com a plateia; a quarta dança foi do tipo contemplativa e relaxante; fechando o show, uma música de balada egípcia bastante agitada tirou das cadeiras senhoras moradoras e acompanhantes que se animaram nos passos do ritmo contagiante.

Há muitas teorias sobre a origem da Dança do Oriente, chamada de Raqs Sharqui. Uma das teorias afirma que a arte nasceu no Egito. No mundo ocidental, a dança foi divulgada pelos filmes de Hollywood e ficou conhecida como Dança do Ventre.

Fátima Braga trabalha há 20 anos com a dança, tendo feito especialização no Egito, Líbano, Argentina e Dubai. É jurada nos principais concursos da dança e possui títulos nacionais e internacionais como dançarina e coreógrafa. Entre suas premiações, figuram: Campeã Mundial Solo Profissional em 2010, Campeã Panamericana em 2006, Campeã Sênior em 2011 e Madrinha do evento Mercado Persa em 2012.

Fátima leciona dança do ventre no curso profissionalizante Pandora Danças e no São Paulo Futebol Clube, além de ser coreógrafa da equipe de bailarinas da rede de fast food Habib’s. Neste ano de 2016, ela já administrou um workshop em Dubai, onde moram suas filhas e alunas Tatiane e Jaqueline, ambas dançarinas profissionais.

A apresentação na SBA superou as expectativas e fez tanto sucesso, que a professora gentilmente ofereceu uma aula voluntária para as moradoras. Vamos marcar, aguarde!!

 

 

Share