A decisão de institucionalizar um idoso

A decisão de institucionalizar um idoso é delicada, geralmente não foi planejada e muitas vezes é tomada em situações de desespero. Nessas horas, o familiar começa a vivenciar uma série de sentimentos: culpa, insegurança, impotência, medo, angústia e dúvidas, tornando o processo ainda mais doloroso e difícil, muitas vezes resultando em escolhas inadequadas.

Para ajudar no processo de escolha da instituição, o SBA Residencial destaca aspectos fundamentais que devem ser avaliados pelos familiares:

– A instituição deve ter equipe multidisciplinar, composta por profissionais especializados: médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, psicólogos, fonoaudiólogos, nutricionistas.

– Os ambientes internos e externos devem ser adaptados para a terceira idade e com acessibilidade, incluindo espaços ao ar livre, com áreas verdes.

– Atividades recreativas precisam oferecer diversão e socialização, além dos estímulos físicos, intelectuais e culturais.

Destacamos ainda que é importante olhar as instalações, a estrutura e os serviços, mas é imprescindível observar as pessoas e como os profissionais cuidam e acolhem o idoso e seus familiares.

Daniela Gomez, médica geriatra e coordenadora de saúde do SBA Residencial reforça que a empatia e o carinho da equipe, bem como a presença dos familiares são fundamentais na fase de adaptação. “Na grande maioria das vezes, à medida em que o tempo vai passando, a família observa que o idoso está feliz, participando de atividades, recebendo cuidados médicos e de enfermagem, e percebem que tomaram a decisão certa e que poderiam ter feito a escolha há mais tempo”.

Após a fase de adaptação, as famílias geralmente se sentem não apenas satisfeitas, acolhidas e seguras com a prestação de serviços, mas também mudam seus conceitos sobre institucionalização, uma vez que a convivência num residencial faz com que preconceitos sejam desfeitos.

Leia também:

http://blog.sba-br.org.br/aspectos-emocionais-do-processo-de-institucionalizacao/

Comente e compartilhe em nossa página do Facebook:

https://www.facebook.com/sociedade-beneficente-alemã-111018402334172

Share