Hipertensão – Sintomas, Tratamentos e Causas

A hipertensão costuma ser uma doença silenciosa, muitas vezes o paciente não sabe que sofre com o problema pela falta de sintomas. Ela se divide em Primária, Secundária e Sistólica Isolada sendo a primeira a que atinge a maior parte das pessoas, entre 90 e 95% das que sofrem com o problema. A Sistólica Isolada costuma atingir prioritariamente que está na terceira idade e causa elevação constante nas paredes sanguíneas uma vez que fica normal entre as batidas do coração.

Independentemente das suas subdivisões, ela é conhecida como pressão alta e as suas causas podem ser as mais variadas. Quem mais sofre com ela é a terceira idade, sendo que 50% dessa faixa etária tem a doença.

O SBA Residencial não dispensa cuidados para controlar esse problema e proporcionar qualidade de vida e, por isso, escreveu este artigo com o intuito de informar e ajudar.

Sintomas da hipertensão

No geral quem sofre com a doença demora a identificar o problema, uma vez que muitas vezes não ocorrem sintomas. Porém, existem alguns sinais que a pressão alta apresenta e que muitas vezes são confundidos com outros problemas.

  • Dificuldade para dormir ou sono agitado
  • Irritabilidade sem causa aparente
  • Falta de ar
  • Dor de cabeça
  • Dor no peito
  • Zumbido no ouvido
  • Tontura
  • Visão turva

Causas da hipertensão

O que causa a hipertensão normalmente é a soma de diferentes fatores, sendo que a maior parte deles está relacionado aos hábitos de vida. Dentre os existentes podemos citar:

  • Hábito de fumar
  • Falta de atividade física/sedentarismo
  • Consumo regular de álcool
  • Excesso de peso/obesidade
  • Alto consumo de sódio
  • Deficiência de vitamina D
  • Idade avançada
  • Stress
  • Diabetes, etc.

Como conviver com a hipertensão e se manter saudável 

A primeira coisa para lidar com o problema é ter um diagnóstico médico que ateste a hipertensão. Esse é conseguido com o acompanhamento de um profissional e com a aferição regular da pressão arterial.

A doença apesar não ter cura pode ser controlada e garantir que a pessoa tenha uma ótima qualidade de vida. Com alguns cuidados diários é possível que a pressão se normalize e até mesmo seja dispensado o uso de medicamentos.

O controle dos hábitos diários é a melhor maneira de conviver bem com a hipertensão e não sofrer com as suas complicações. A mudança de hábitos alimentares deve ser adotada assim que a doença for constatada.

Alguns alimentos como o morango, sementes de abóbora, grãos e algumas frutas são excelentes. Elas possuem nutrientes que auxiliam na vasodilatação, fazendo com que as veias se abram e facilitem a passagem do sangue, evitando o aumento da pressão. Em contrapartida, alimentos industrializados e os ricos em sódio devem ser excluídos do cardápio.

O controle de peso também deve ser feito e não por uma questão estética. A perda de apenas 5 quilos já pode proporcionar excelentes resultados fazendo com que haja uma queda na pressão arterial.

Praticar atividades físicas regularmente ajudará a queimar gordura e controlar o peso. Outro benefício de manter o corpo ativo é que fortalece os músculos, inclusive o coração, fazendo com que ele não sofra tano com as alterações da pressão sanguínea.

As atividades que serão realizadas devem ser escolhidas com cuidado, isso porque devem ser adequadas para a terceira idade. Nesse caso, o ideal é optar pelas que são de baixa impacto, como natação, dança e caminhadas.

O fumo e o álcool também devem ser deixados de lado, além de elevarem a pressão sanguínea podem desencadear outras doenças. Se for fazer uso do álcool, esse deve ser moderado e o mínimo possível.

O stress também é outra causa e que pode ser combatida facilmente. Não se deve deixá-lo isolado, pelo contrário. Ele deve conviver com outras pessoas e realizar atividades que lhe deem prazer, como os eventos promovidos pelo SBA Residencial.

O simples fato de fazer coisas que agradem e distraiam já ajuda a reduzir o stress e controlar a hipertensão. A musicoterapia proporciona momentos de descontração e alegria que ajudam com esse problema. Confira mais sobre este assunto em nosso blog.

Se somente com as mudanças de hábitos de vida a pressão ficar elevada é possível incluir o uso de medicamentos. Eles auxiliarão a controlar o problema, mas isso não dispensa os demais cuidados.

Quando todos esses cuidados são combinados, fica muito mais fácil conviver com o problema.

A hipertensão é uma doença que pode atingir qualquer pessoa, porém a terceira idade faz parte do grupo de risco. Todos os cuidados para evitá-la e controlá-la devem ser adotados. Quanto mais cedo isso for incorporado a rotina, mais fácil será de evitar complicações e garantir que a pessoa possa ter uma ótima qualidade de vida.

 

Baixe gratuitamente nosso e-book a hora de decidir!

Share