O Perigo das quedas em uma idade mais avançada

O número de idosos está crescendo a cada ano e o aumento da expectativa de vida reflete essa realidade. Mesmo possuindo uma melhor qualidade de vida, existe um problema que continua preocupando médicos e familiares: o perigo das quedas.

Qualquer pessoa está sujeita a cair, porém, as que possuem mais de 60 anos vão necessitar de uma atenção. Com o passar da idade, os ossos perdem cálcio e isso faz com que as fraturas ocorram mais frequentemente, assim como a osteoporose.

Devido à perda da massa óssea, qualquer impacto, por menor que seja, pode ocasionar a fratura dos ossos. Em alguns casos o quadro é tão grave que pode levar o paciente a morte. Em outros vai afetar a qualidade de vida, resultando na dificuldade de locomoção.

Por isso, não apenas os idosos, mas as pessoas ao seu redor precisam estar atentas aos fatores de risco.

Os números do perigo das quedas

O assunto é tão grave que existem diversos levantamento sobre ele. Não é difícil perceber que os números são bastante assustadores. Veja alguns deles.

  • 70% das quedas ocorrem no local de residência;
  • Cerca de 30% dos idosos caem pelo menos uma vez por ano e o caso volta a ser recorrente com 50% desse público, sendo que 2/3 volta a cair em um intervalo de 6 meses;
  • Quem sofreu uma queda tem entre 60% a 70% de chance de cair no ano seguinte;
  • As mulheres são as que mais sofrem farturas após um tombo. Cerca de 40% delas vão enfrentar o problema. Entre os homens esse número cai para 28%.
  • Após a queda é comum que ocorra algum tipo de lesão entre 40% a 60% dos casos. As lesões graves correspondem entre 5% e 6% desse total.
  • A fratura do fêmur é uma que traz grande preocupação. 30% dos idosos que fraturam esse osso morrem em um ano.
  • Segundo levantamento realizado em 2014, somente o SUS (Sistema Único de Saúde) tem um gasto anual de mais de R$ 51 milhões tratando fraturas resultantes de quedas.
  • Os custos do SUS com o tratamento de osteoporose chega a R$ 24,77 milhões por ano. Além de ser mais barato poderia prevenir casos graves de farturas.

Como prevenir as quedas

Sabendo dos números e que as quedas podem levar a complicações na vida dos idosos, é preciso preveni-las. Alguns cuidados simples no dia a dia já podem fazer toda a diferença, mas não se pode deixar os idosos responsáveis por todo eles.

  • Sempre deixe uma luz acessa durante a noite. O idoso pode querer se levantar para ir ao banheiro e até chegar ao interruptor pode tropeçar a cair. É preciso garantir uma iluminação mínima para que ele possa se movimentar com mais segurança.
  • O piso deve ser antiderrapante, evitando que escorregões aconteçam. Encerar o piso é algo proibido, pois fica muito mais fácil de deslizar e o resultado ser uma fratura grave.
  • O banheiro deve ser todo adaptado com barras de ferro. Ao lado do vaso coloque uma para que a pessoa possa sentar e levantar contando com um apoio. No chuveiro também é preciso ter barras, assim o idoso pode se apoiar enquanto se limpa. Nos casos em que se está mais debilitado, somente as barras não são suficientes. Sendo assim, tenha uma cadeira dentro do box, mas garanta que ela não escorregue.
  • Os ambientes devem estar livres de obstáculos. Tapetes podem ser um verdadeiro perigo, pois uma simples dobra pode resultar em um tropeção. Além disso, quando não possuem uma base aderente derrapam e levam a queda. Os fios devem estar fora da passagem, se possível os prenda rente a parede para não se tornarem um obstáculo.
  • A cama deve ter uma altura adequada, assim não exigirá esforço ao levantar e deitar.
  • Em locais que haja escada, elas precisam ter corrimão dos dois lados. Além disso, os degraus devem ser largos, baixos e ter faixas antiderrapantes.
  • O idoso precisa escolher um calçado que além de confortável tenha uma sola antiderrapante. Assim poderá transitar com mais segurança em diversos locais.
  • É necessário praticar exercícios para fortalecer a musculatura e garantir maior noção de espaço. Conhecendo melhor o próprio corpo o idoso identificará os seus limites.

Entretanto, por mais que se adote todos esses cuidados o perigo das quedas continua a existir, uma vez que nem todas as casas podem ser adaptadas. Entretanto, quando se mora em uma residência para idosos todos os ambientes são ajustados para atender bem aos seus moradores e garantir segurança.

 

Clique aqui e baixe nosso E-book hora de decidir!

Share