O que é envelhecimento saudável?

Todo mundo fica mais velho, isso é um fato. Porém, muitos vêm o processo de envelhecimento, também chamado de senescência como algo distante. Existem jovens que pensam que não envelhecerão e que isso é algo muito longe de sua realidade atual.

A questão é que o envelhecimento é um processo natural, o qual todos passamos desde que nascemos. A cada dia envelhecemos um pouco mais, porém, nem sempre isso fica tão claro.

Para a Organização Mundial da Saúde (OMS) é considerada uma pessoa idosa, erradamente chamada de velha, quem possua mais de 60 anos. Por conta dessa definição dada a terceira idade, acabou se criando alguns pensamentos errados e que não condizem com a realidade.

A visão que a sociedade tem da terceira idade

Pense em alguém com mais de 60 anos, qual imagem lhe vem à cabeça? É bem provável que tenha imaginado um senhor ou uma senhora com a pele toda enrugada, com a bengala e bem debilitado. Por muitos anos realmente essa foi a imagem que se teve e a realidade de muitas pessoas que chegavam a velhice.

Mas, você consegue imaginar uma pessoa com mais de 60 anos sendo musa fitness? Ou então posando para fotos sensuais? Ou quem sabe trabalhando e carregando peso? Se essas situações lhe parecem estranhas, saiba que hoje são uma verdade.

A sociedade é resistente em mudar a imagem que criou da velhice e insiste em fazer parecer que pessoas com mais de 60 anos sempre serão debilitadas e inativas. Para a maior parte das pessoas elas são aposentadas que ficam em casa, cuidando dos netos e precisam de cuidados especiais.

Porém, poucos se lembram que hoje essas pessoas ajudam no sustento das casas e muitas vezes se mantêm ativos no mercado de trabalho. Para eles a tecnologia também pode ser uma aliada e a terceira idade está presente nas redes sociais e não se intimida com um computador ou smartphone.

É preciso que essa visão ultrapassada seja abandonada para que se possa ver a atual terceira idade da maneira como ela realmente é.

O envelhecimento não é sinal de inutilidade

Mas, então o que muda com o envelhecimento? O envelhecimento deve ser considerado de acordo com as condições físicas de uma pessoa do que com a sua idade. É possível ver pessoas com 70 anos que se mantêm ativas e não tem problemas de saúde. Em contrapartida, existem os jovens sedentários e que desde cedo apresentam sérios problemas.

Envelhecer não é sinônimo de ser inútil, mas sim de ter mais conhecimento para compartilhar!

A pessoa pode muito bem continuar a ter sua autonomia manter-se ativo no mercado do trabalho e ainda cuidar da família.

Quanto maior for o cuidado com o corpo e a mente mais tempo o processo de envelhecimento será adiado. Isso porque envelhecer não é uma questão de idade, mas, de saúde e mentalidade. E para retardar esse processo é possível adotar diversas rotinas:

  • Ter um grupo de convívio que inclui não apenas familiares
  • Praticar atividades físicas que respeitem as limitações do corpo
  • Realizar atividades culturais e de lazer que proporcionem novas experiências e aprendizado
  • Ter o acompanhamento médico
  • Viver em um local que possibilite acesso ao bem-estar, assim como o SBA Residencial faz com os seus moradores.

Essa é uma maneira de demonstrar que eles apenas são pessoas com uma idade cronológica mais avançada, mas, que mantêm todas as suas habilidades.

É claro, que existem casos em que a pessoa pode estar com limitações e debilitada, pois, em algum momento o corpo dá sinais de desgaste. Entretanto, essa não deve ser uma visão generalizada.

Para ajudar a mudar essa imagem negativa, o SBA Residencial contribui de forma positiva. Além de oferecer um excelente espaço para que a terceira idade possa viver bem e ter qualidade de vida, promove a conscientização sobre a velhice.

Quer conhecer um pouco mais de um espaço que se destina a pessoas maduras e que também podem ser jovens mentalmente? Visite o site do SBA Residencial e saiba mais.

Baixe o e-book Envelhecimento Saudável e saiba mais!

Share