O que o futuro guarda para as diferentes gerações

O que o futuro guarda para as diferentes gerações

A forma como vivemos é influenciada por fatores como valores, finanças, idade, cultura, profissão, entre outros. O estilo de vida tem mudado nos últimos tempos, e o que achávamos ser comportamento de determinadas faixas etárias, hoje tem se mostrado divergente. Os mais jovens estão mais tradicionais, e as pessoas mais experientes estão se integrando mais com novidades tecnológicas.

Entretanto, algo não muda: ninguém pensa muito na velhice. Qual futuro aguarda estas gerações tão distintas? Primeiramente, vamos conhecer um pouco sobre cada uma delas:

  • Silenciosa, também conhecida como Veteranos ou Tradicionais – formada por pessoas que nasceram entre 1925 e 1945 e viveram na época da Segunda Guerra Mundial. Por terem visto grandes crises econômicas, apresentam uma postura mais rígida e aceitam regras. Valorizam, principalmente, a família, o trabalho e os bons costumes. Muitos já se encontram aposentados e preferem uma vida estável e tranquila.
  • Baby Boomers – o termo pode ser traduzido livremente como “explosão de bebês”, já que houve um aumento demográfico assim que os soldados voltaram para suas casas após a guerra. Essa geração nasceu após o fim da Segunda Guerra Mundial e atualmente seus membros estão com mais de 50 anos, e gostam de emprego fixo e estabilidade. Este grupo tem pensado mais em seu futuro, optando por moradias alternativas, onde possam viver com tranquilidade e conforto, buscando fugir da solidão ou receber cuidados especiais.
  • Geração X – Compreende os nascidos entre 1961 e 1979. Essa geração tem mais preparo acadêmico e experiências internacionais. Tem como principais características a busca por seus direitos, o consumismo e a ruptura com as gerações anteriores. As pessoas desta geração viveram eventos, como a Guerra Fria, a queda do muro de Berlim, aparecimento da AIDS e a popularização dos computadores pessoais.
  • Y ou geração Internet – é composta por quem nasceu entre 1980 e 2000 e está sempre conectado, já que cresceram em meio à era da informação e dos avanços tecnológicos. São individualistas, dinâmicos, gostam de desafios, empregam mais energia em suas tarefas e pensam mais em investir na própria qualificação.

Estilo de vida

O lugar ideal para viver já é uma preocupação dos mais jovens, conforme pesquisa realizada pela consultoria Nielsen, em que mais da metade das gerações Z e Y (52% e 54%, respectivamente) preferem morar em uma cidade grande. Entretanto, nem todos querem se afastar dos bairros residenciais, para morar em ambientes mais urbanos e acham que os bairros residenciais são o melhor lugar para se viver. Já os Veteranos preferem uma vida rural.

O estudo aponta ainda, que as gerações X e Y almejam comprar casa (21% e 22%, respectivamente), casar e ter filhos (11% e 13%, respectivamente). Cerca de metade dos mais jovens economiza dinheiro mensalmente, mas não sentem segurança sobre seu futuro financeiro. Os Veteranos, que já passaram por estas experiências, preferem focar na saúde (71%), passar mais tempo com suas famílias (50%) e viajar (36%).

Não fuja do inevitável: pense no amanhã

Mesmo que agora a velhice pareça tão distante, as gerações mais novas devem pensar nesta fase. A vida passa muito rápido, e os anos são consumidos por tantos acontecimentos que, sem perceber, as décadas passam e mudamos bastante. Os interesses e as necessidades se transformam, e nós começamos a nos despedir de entes queridos e amigos.

A doença pode chegar, ou algumas limitações físicas se instalam no corpo. Nesse momento devemos escolher um local para viver da melhor maneira. Uma opção é morar em um condomínio próprio para idosos, como o SBA Residencial, que promove eventos sociais e culturais que espantam a tristeza e proporcionam integração social.

 

Gostaria de saber mais informações sobre como viver bem sua velhice ou quer achar um local bacana para alguém que como você ama viver com alegria sua melhor fase? Baixe Agora nosso e-book, e tenha mais informações!

cta_e-book_hora_de_decidir_sba_residencial_baixe_aqui_sem_baixe_aqui

Share