razões para ir para um refúgio na velhice

Refúgio para a velhice: razões para escolher onde morar nesta fase da vida

Chega um tempo em que precisamos tomar decisões importantes em relação ao futuro da nossa família, seja mantendo ou aumentando a qualidade de vida dos familiares, principalmente em relação à vida na terceira idade.

O Estatuto do Idoso é bastante claro em relação a isso, mais precisamente em seu artigo 3º: “É obrigação da família, da comunidade, da sociedade e do Poder Público assegurar ao idoso, com absoluta prioridade, a efetivação do direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, à cultura, ao esporte, ao lazer, ao trabalho, à cidadania, à liberdade, à dignidade, ao respeito e à convivência familiar e comunitária”.

Sendo assim, a moradia mais adequada para a terceira idade deve levar em conta alguns fatores. Neste post, listamos alguns deles:

 

  1. Convivência com pessoas da mesma idade

É claro que os idosos também precisam conviver com pessoas de diferentes idades, mas o fato é que estar próximo de pessoas da mesma geração também é muito importante, pois permite a troca de experiências e a construção de laços de amizade e apoio entre eles.

 

  1. Convívio familiar

Mesmo que o idoso decida viver sozinho em casa ou em um lugar específico de acolhimento de pessoas da terceira idade, o fato é que o convívio familiar continua sendo muito importante para o envelhecimento saudável.

Afinal de contas, mesmo quando uma nova família se forma, com a presença de filhos, netos e bisnetos, o idoso nunca deixa de fazer parte dela ‒ e estar presente durante essa fase da chegada de novos integrantes na família faz com que o idoso não tenha o sentimento de abandono.

 

  1. Assistência

Infelizmente, vez ou outra deparamo-nos com notícias terríveis na mídia envolvendo casos de maus tratos e abandono de idosos.

Esse é um alerta para que a família, em comum acordo com o idoso ‒ caso ele opte por morar em outro ambiente ‒ escolha um lugar seguro, de boa reputação e que preste a devida assistência a ele, seja médica, psicológica, nutricional e o que mais for necessário.

 

  1. Autossuficiência – auto -suficiência

A menos que o idoso não tenha condições de saúde para tal, ele precisa residir em um ambiente que valorize e incentive a sua autonomia, ou seja, a capacidade de tomar decisões e de gerenciar-se. Com isso, ele terá maior independência para realizar suas atividades diárias, sem depender tanto da ajuda de terceiros.

Portanto, pesquisem juntos um local que tenha essa característica, seja na casa de parentes, morando sozinho ou residindo em condomínios para a terceira idade

 

  1. Atividades de lazer

Residir em um local que ofereça ou que tenha atividades de lazer nas proximidades é uma característica que deve ser levada em consideração ao escolher um condomínio residencial para se viver na terceira idade.

Lugares verdes que propiciam a realização de atividades físicas ao ar livre, como caminhada, corrida e yoga, por exemplo, são excelentes não só para a saúde física, mas também para a saúde mental, diminuindo o risco do aparecimento ou do agravamento de doenças.

Considere, ainda, lugares que contam com outras atividades de lazer e estímulo à criatividade e ao raciocínio, como os que oferecem cursos e festividades em geral.

 

  1. Acesso ao conhecimento

Escolher um local que não proporcione um sentimento de isolamento em relação ao mundo também é importante para a qualidade de vida na terceira idade.

O ideal é que ele continue tendo acesso a livros, revistas, televisão, rádio, internet, ou seja, ferramentas que ele mais tenha afinidade e interesse para continuar informado sobre o mundo em que vive. Também considere o acesso à arte, à música e à cultura.

Continuar informado sobre o mundo o ajudará em muitos sentidos, inclusive, em suas relações sociais e pessoais.

 

  1. Segurança

Não adianta levar em consideração todos os fatores acima citados se o condomínio onde o idoso for residir não oferecer segurança, tanto interna quanto externa. Por isso, é importante escolher um lugar tranquilo, com boa vizinhança e assegurar que a própria moradia também ofereça segurança e acessibilidade ao idoso.

Na terceira idade deve-se manter os padrões de qualidade de vida que todos nós precisamos. Por isso, leve em consideração todos esses fatores e avalie bem se o idoso terá um envelhecimento feliz convivendo com sua família e, acima de tudo, com a presença e a convivência das pessoas queridas.

 

Clique aqui e baixe nosso E-book Hora de decidir idosos e qualidade de vida!

cta_e-book_hora_de_decidir_sba_residencial_baixe_aqui_sem_baixe_aqui

Share